Valorizando o papel da imprensa no fortalecimento da Educação Superior Brasileira

Detalhe

Inscrições do Prêmio ABMES de Jornalismo são prorrogadas até 15 de junho

04/06/2018 | Por: ABMES | 163

A rotina das redações não tem sido nada monótona com o cenário político e econômico vivenciado pelo Brasil no últimos anos. E nas últimas semanas, com a intensificação da cobertura da greve dos caminhoneiros e os reflexos da paralisação no país, muitos jornalistas tiveram de deixar na gaveta aquela matéria que estava produzindo. Muitos que, inclusive, já estavam preparando seus trabalhos sobre educação superior, dentro das temáticas do Prêmio ABMES de Jornalismo, acabaram dando uma pausa na produção e o tempo ficou curto até o encerramento das inscrições. Por isso, quem ainda não conseguiu inscrever sua reportagem terá mais um tempinho para que possa participar.
 
O prazo das inscrições da segunda edição da premiação, que se encerraria na próxima sexta, seguirá por mais alguns dias, até 15 de junhoPoderão ser inscritas matérias e reportagens jornalísticas que tratem da educação superior no Brasil e que tenham sido publicadas entre 1º de junho de 2017 e 15 de junho de 2018. Os finalistas serão anunciados em 6 de julho e a cerimônia de premiação acontecerá em 7 de agosto, em Brasília/DF. 
 
A iniciativa é uma realização da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) e pretende valorizar e incentivar a imprensa nacional na cobertura jornalística sobre a educação superior, elegendo as melhores reportagens produzidas relacionadas ao tema. São oito prêmios em dinheiro, no valor bruto total de R$ 100 mil, distribuídos em oito categorias: Impresso (Nacional e Regional), Internet (Nacional e Regional), Rádio (Nacional e Regional) e TV (Nacional e Regional). Os vencedores das categorias nacionais recebem R$ 15 mil (cada) e das categorias regionais R$ 10 mil.
 
Em 2017, quando aconteceu a primeira edição da iniciativa, as 225 reportagens inscritas foram avaliadas por um júri especial, formado por três membros imortais da Academia Brasileira de Letras: Arnaldo Niskier, Marcos Vilaça e Merval Pereira. Participaram jornalistas de todo o país, com reportagens publicadas em veículos de dezenas de municípios espalhados pelas cinco regiões brasileiras. 
 
O crescimento e o desenvolvimento da cobertura jornalística sobre a educação superior particular ajudam a contribuir na busca permanente de melhoria do setor, gerando benefícios sociais, políticos, econômicos e culturais para todas as regiões brasileiras. Neste sentido, o Prêmio ABMES de Jornalismo pretende valorizar e dar mais visibilidade ao relevante papel dos jornalistas, além de contribuir para o fomento do debate e a participação social em torno de programas governamentais, como Fies, ProUni e Pronatec.