Valorizando o papel da imprensa no fortalecimento da Educação Superior Brasileira

Detalhe

Época ganha Prêmio de Jornalismo de Educação

10/08/2017 | Por: Época | 93

Montagem sobre foto de Stefano Martini Capa da edição de 31 de outubro de 2016 da revista ÉPOCA, "O mestre que muda vidas". A reportagem ganhou o Prêmio de Jornalismo de Educação ABMES.

A reportagem de capa de ÉPOCA “Um mestre de 176 medalhas”, da jornalista Flávia Yuri Oshima, venceu como Melhor Reportagem escrita o prêmio da Associação Brasileira das Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES). 

A reportagem, publicada em outubro de 2016, conta a história do professor de matemática Luiz Felipe Lins, do Rio de Janeiro. Luiz Felipe trabalha com crianças da periferia da cidade, muitas delas com dificuldade de aprendizado, e as transforma em campeãs olímpicas de matemática. A narrativa mostra como o professor se preparou para criar uma metodologia que funcione com alunos em níveis diferentes de domínio da matemática. A reportagem é um especial composto de três partes: a história do professor, uma pesquisa internacional que mostra a importância de saber formar professores e uma entrevista sobre quais são os problemas brasileiros na área.

Leia a reportagem premiada:
>> As lições do professor que transforma crianças carentes em campeãs de matemática
>> Todo o poder ao professor
>> Bernadete Gatti: “Nossas faculdades não sabem formar professores”

“Por um lado, a reportagem queria mostrar as dificuldades que o país enfrenta na formação de professores e, por outro lado, o enorme impacto positivo que um bom professor tem na vida dos alunos”, diz Flávia Oshima.

O Prêmio ABMES dividiu os concorrentes em quatro grandes categorias: Reportagem em Rádio, TV, Internet e em Mídia Impressa. Houve premiação para veículos de jornalismo regional e nacional. Entre as reportagens que concorreram na categoria jornalismo impresso estavam “Em 2023, graduação on-line será maioria”, do jornal Valor, e “Inadimplência aumenta, e mais de metade atrasa pagamento do Fies”, da Folha de S.Paulo. A reportagem  “Um mestre de 176 medalhas”, de ÉPOCA, empatou com a do jornal Folha de S.Paulo. Os dois veículos foram premiados.

Os escritores e jornalistas Arnaldo Niskier, Marcos Vilaça e Merval Pereira, da Academia Brasileira de Letras, selecionaram os ganhadores entre 225 trabalhos inscritos.