Valorizando o papel da imprensa no fortalecimento da Educação Superior Brasileira

Detalhe

#SérieDepoimentos | Políticas públicas podem prover sonhos

31/08/2017 | Por: ABMES | 158

“Fiquei sabendo do prêmio da ABMES através da assessoria de imprensa, que me enviou um e-mail divulgando o regulamento. Eu tinha feito uma matéria sobre a dificuldade de se manter na faculdade com as restrições do Fies e, também, da economia. Como minha matéria já estava pronta e abordava o tema do prêmio, resolvi me inscrever.

A pauta foi pensada a partir do relato de uma jovem de 18 anos que sempre sonhou em cursar Enfermagem. A mãe dela é manicure e o pai está se tratando de um câncer. Ela passou em uma ótima universidade, foi pré-classificada para o Fies, mas vieram os cortes. Então, encontrei vários outros casos assim. Busquei estatísticas sobre financiamento do Fies junto ao governo federal e repercussões junto às entidades que representam o ensino superior, como a ABMES.

A matéria levanta a discussão do esmagamento das políticas públicas e também apresenta alternativas para que, sem subsídios, os alunos encontrem soluções para se manterem na faculdade. Através da discussão, entidades podem se embasar nos dramas específicos para buscarem, conjuntamente, essas soluções; e também para pressionarem o governo federal a encontrar tais alternativas.

Acho importante para a sociedade acompanhar os cortes de verbas e se preparar para o ensino superior sem suporte público. Portanto, acredito que o papel da imprensa é jogar a luz para que órgãos responsáveis exerçam a fiscalização. Ao levar a informação à população, cada cidadão também vira fiscal.

Sobre os prêmios no país, avalio como um importante reconhecimento ao trabalho da imprensa. Parabenizo a ABMES e toda a equipe que organizou o prêmio, desde a assessoria, que nos acolheu muito bem, até os jurados e direção da associação, tão receptivos e cuidadosos.

Já participei de muitos processos, inclusive sobre educação, e acho que alguns são muito superficiais, só premiando quem fala bem da instituição. Não é nem de longe o caso do prêmio da ABMES. Fico feliz com o reconhecimento, isenção e seriedade deste novo prêmio. Espero participar muitas vezes.”

Queila Ariadne é jornalista do jornal O Tempo, vencedora na categoria Impresso Regional com a reportagem “Sem Fies, alunos apelam para rifas e rateio entre familiares".