Valorizando o papel da imprensa no fortalecimento da Educação Superior Brasileira

Detalhe

#SérieDepoimentos | O papel fiscalizador da imprensa e seu caráter social

31/08/2017 | Por: ABMES | 120

“Soube do prêmio pela assessoria de imprensa da Associação, que sempre me ajudou muito nas demandas de reportagens que falam do setor. Eu cubro educação de forma sistemática desde 2012.

Por ser repórter setorizado na área, acompanho os temas relacionados com grande atenção. O Fies tem sido um dos temas que mais tenho me atentado nos últimos anos por conta da proporção que o programa foi ganhando a partir de 2010. Essa pauta foi resultado desse acompanhamento. Assim, sabia que em 2016 um volume considerado de contratos firmados a partir de 2010 estaria em fase de pagamento, sendo uma informação de grande interesse público.

Além de recorrer à Lei de Acesso à Informação (LAI) para entender o comportamento da inadimplência, busquei outras informações com órgãos de controle e demais atores envolvidos no tema, como alunos, pesquisadores e o setor de instituições de ensino.

Acredito que a reportagem foi importante para expor as dificuldades de sustentabilidade do programa por conta das regras vigentes entre 2010 e 2014. Não por acaso, o nível de inadimplência e a forma que o governo terá de garantir o retorno dos financiamentos têm estado no centro das discussões do governo para a reformulação do programa. A reportagem também buscou contemplar a alta demanda de estudantes pelo financiamento, o que tem forte relação com o desafio do país em ampliar o número de alunos do ensino superior.

Quando acreditamos que uma sociedade mais bem informada pode discutir melhor seus rumos, o trabalho dos jornalistas profissionais se reafirma como um importante articulador social dentro do debate público. O papel fiscalizador da imprensa tem, em si, um caráter social.

Ter trabalhos reconhecidos por prêmios é sinônimo de orgulho e ânimo extra para um profissional. Premiações sérias e independentes, com critérios claros de avaliação, têm o potencial de engajar profissionais em torno de uma temática. No caso de assuntos específicos como a educação, pode colaborar muito para a ampliação e qualificação da cobertura. Assim, a continuidade do Prêmio da ABMES só traz boas expectativas nesse sentido”.

Paulo Saldaña é jornalista da Folha de S.Paulo e vencedor na categoria Impresso Nacional com a reportagem “Inadimplência aumenta, e mais da metade atrasa pagamento do Fies”.